quarta-feira, 30 de julho de 2008

Ao som de the swell season


Enquanto mais um dia nasce, mais uma vez acordo sem você, mais uma vez a distância nos aflige sem piedade nos transformando em meros expectadores de nossa dor, por que você não me entende e volta, enquanto há tempo.


Por isso meu coração ainda sangra e ainda fico recluso nos dias de chuva, ainda procuro nos parkes nossas lembranças, nos bancos, nas rosas ainda nos vejo em cada canto e fotografia.


E você onde se encontra quando tomei esse caminho, me deixou continuar, afastando-me e nos destruindo, enquanto tudo expodia e se reconstruia ao nosso redor, tudo mudou, não sei mas voltar, o caminho mudou, nem sei se lembro mais do seu rosto.


Enquanto hoje no parke, sei que eli fomos felizes, sei que ali fomos verdadeiros, nos despimos de todos as nossas armaduras e nos entregamos sem limitações, nossas almas foram uma só, fundindo-se pra sempre, e assim sei... que um dia...um dia.... você voltará por aquela porta por onde saiu, como se nunca tivesse nos deixado.





by melk

post: apenas com licença poética.



visitem:http://www.myspace.com/theswellseason




5 comentários:

⋆     T h aa disse...

Belo poema.
Bem bonito mesmo :)


-
Beeeijão ;*

Tg disse...

Mto bom o blog *-*

http://u2onelife.blogspot.com/

:*

Art =] disse...

gostei do poema..=]

Paulo disse...

Belo Poema
belo Mesmo XD


http://www.total-info-web.blogspot.com/
ta lá

Breno Lucano disse...

Sempre achei os textos tristes os mais belos. Mais uma vez, não me enganei.