terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Memorias de um Ex-adolescente, atual universitario, e fututo arquiteto/frequentador do AA.





PART. 1- DOMINGO, PÓS-REGGAE, PRÉ-PAGODE

As visões dos seus feios em seu estado etílico na noite anterior voltavam aos poucos e demonstravam que a noite foi boa, ou nem tanto, caso você não goste de uma noite regada a Vodca e Reegae (eu gosto), quem diria que algo nascido ou desenvolvido na Rússia cairia tão bem com o som da Jamaica e quando unidos em uma cidade do Norte do Brasil provocavam um êxtase coletivo que não respeitava cor ou classe social.

Levanta-se aos poucos da cama tateando piso procurando suas sandálias, e sua bagunça organizada não o deixa encontrar nem seu juízo perdido desde a 8° serie, quanto mais a sua havaianas, pelo menos isso é o que ele sempre diz à mãe nos seus eternos discursos acerca de ele tomar juízo, agora o mais importante é a havaianas, pois, quem precisa de juízo aos 18 anos??Mas ele sempre diz que sim, um dia vai ter juízo,como? Ora, comprando juízo no mercado livre um pouco antes da formatura.

O seu quarto precisa urgente de uma limpeza, mas, a empregada se recusa terminantemente entrar ali desde que encontrou indícios de suas atividades noturnas típicas pos balada quando sua mãe não esta em casa, não encontra a porra da havaianas, e mais uma vez se confirma a sua teoria de que suas coisas especialmente chinelos, sapatos, e livros tinham o péssimo costume de viver brincando de “Pira se esconde” com ele, e puta que pariu ele nunca ganhava!.

Mesmo descalço vai à cozinha buscar algo para comer, encontra sua mãe, e com a estratégia mais que manjada à abraça e lhe dá um beijo, mas mesmo assim ela pergunta por que ele chegou tarde, e mais uma vez ele não responde já que a resposta é óbvia, come um sanduíche de atum e volta pro quarto.

Deita na cama e pensa no que fazer em um domingo a tarde depois de um sábado de bebedeira, bom, tem Wood House* com pagode cerveja barata, Favela* com pagode e cerveja barata , Oficial* com pagode e cerveja barata, o importante afinal de contas é a cerveja ser barata, escolhe a mais perto, rumo a Wood House!




E mais uma vez ele vai a uma festa de pagode, sem gostar de pagode, por que as mulheres tem que gostar tanto de pagode??? Se bem que quem ouve pagode em uma festa de pagode, o importante é beber o suficiente pra não cair e tomar coragem a dançar um pouco tentando sair do zero no findi, já que amanha a facu lhe chama e o estagio também.

O importante agora, como convencer a mamãe a emprestar a porra do carro, qual desculpa, trabalho da facu (não rola) visitar a avó? Visitar a namorada (que ele não tem)? Precisa de mais desculpas... cacete, ir de ônibus, não dá, que merda!.


Obs: Wood House, Favela e Oficial são bares/boates de Belém-Pa.

3 comentários:

Minerva disse...

memorias....
Sobre o Carro, fala que vai visitar um amigo doente ;)

Eduardo o/ disse...

sadhsadhasdhsdah

nossa

me vejo nessa situação muito em breve

x]

http://oarlecrim.blogspot.com/

Pedro Boeno disse...

Classificados Laranjeiras do Sul
http://classificadoslaranjeirasdosul.com/